COMPAIXÃO

Compaixão e auto compaixão se edificam no plano da ação e não dos discursos idealizantes. Auto compaixão não é auto piedade e compaixão não é medo, culpa ou controle. Quando agimos por medo ou culpa, por piedade ou complacência, por “dó” ou temor, pela obrigação de cumprir um dever, perceba que estas atitudes não estão alinhadas com a compaixão nem com a auto compaixão. Compaixão é uma ação de responsabilidade e compromisso pessoal com o possível da existência, no âmbito da liberdade, da vitalidade da essência de um ser humano digno de sua dignidade. A atitude compassiva não espera nada em troca, nem aplausos, nem méritos. A compaixão é uma ação de autonomia.

Abraços   ****

Viv

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *