BEM TRATADO

A vida relacional da criança está diretamente vinculada à forma como ela é tratada por sua família, seus pais ou cuidadores e ainda em seus ambientes de convivência. Crianças amadas, acolhidas, ouvidas, que recebem apoio emocional seguro, apresentam menor propensão a desenvolverem problemas de relacionamento e aprendizagem no futuro. Crianças que apresentam dificuldade em prestar atenção e se autorregularem no geral, são aquelas mais propensas a apresentarem problemas de “externalização” ou seja, dificuldades de convivência e relacionamentos, apresentando conflitos com o ambiente em comportamentos inadequados. Estas são as crianças advindas de relações vinculares inseguras, instáveis, hostis, abusivas, com ausência parental. Crianças amadas, que estabelecem apego seguro e confiável com seus pais e cuidadores, apresentam maior probabilidade de uma boa regulação emocional em  bons relacionamentos sociais. Crianças bem tratadas, quando adultas apresentarão uma vida emocional mais saudável, com maior capacidade para manejar-se emocionalmente, com maior autorregulação e autoconfiança. A neurociência afetiva a cada dia, apresenta em suas pesquisas a importância fundamental da amorosidade. Uma criança amada, em ambientes seguros e confiáveis quando adulta, estabelecerá vínculos afetivos mais equilibrados, mais sadios e mais felizes.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *