AUTOESTIMA

É inquestionável a importância da preservação da nossa autoestima. Todos nós, pessoas humanas, vivas, gostamos de nos sentirmos bem a nosso próprio respeito e de sermos valorizados pelos outros. Contudo, é igualmente importante o reconhecimento de que todos nós temos falhas e dificuldades ao longo de nossa vida. Quando temos clareza destes aspectos, somos capazes de lidar melhor com as frustrações. Todos nós temos os nossos projetos de felicidade, mas, precisamos estar atentos às expectativas, que nos tornam vulneráveis às decepções. Quando a autoestima está vinculada às condições que colocamos para projeto de realização que colocamos em nossa vida, a boa autoestima pode se tornar baixa autoestima pelo sentimento de desapontamento. Ter consciência destes pulsos é fundamental, caso contrário o orgulho ou a vergonha podem nos acometer. Há um provérbio da filosofia zen que evidencia esta gangorra, ou a dialética do ego: ” As pessoas que se sentem pequenas cortam as cabeças dos outros para se sentirem maiores.”

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *