AUTÊNTICO CIMENTO

Estando num planeta com 7 bilhões de habitantes, viver junto, conviver , deixou de ser uma escolha opcional mas, uma realidade,  impossível de ser ignorada.  O habitante da cidade urbana sente no seu corpo esta realidade. Se viver junto é a nossa realidade, como qualificar este viver? Como conviver preservando o mútuo respeito, a inclusão, a diversidade das diferentes vozes, culturas e modos de ser? Muito além de um conformismo, precisamos ter a ousadia de recriar a vida social. Talvez um dos caminhos, dentre tantos, possa ser compreender qual é o imaginário deste humano da multidão. Quem sabe seja possível criarmos juntos ideias que não sejam apenas focadas na economia, no lucro a qualquer custo ou numa dimensão de política de conveniência para uma mínima minoria, mas penetrarmos na rede submersa de toda a vida social, que é o nosso imaginário. Um imaginário alimentado e consolidado por um autêntico cimento que vincule afetivamente o estar junto, uma verdadeira audácia para aqueles cuja coragem o faz assumir responsabilidades no agir em sociedade.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *