ATENÇÃO  NA  INTENÇÃO

Quando há interesse por algo ou alguma coisa, aí colocamos a nossa atenção. A atenção está diretamente relacionada a um interesse. Quando não há interesse, é muito comum nem se perceber algo, alguma coisa, uma pessoa, um acontecimento. O interesse desperta a nossa atenção. Estados de atenção estão diretamente relacionados às experiências vividas. Conforme o sentido e o significado que cada pessoa tem do mundo e do vivido, ela terá a sua particular experiência, que poderá ou não se tornar significativa para esta pessoa.  Experiências significativas quando repetidas se fixam na memória. O sentido e o significado pessoal que cada pessoa tem sobre o mundo e o vivido, compõe o seu conjunto de valores pessoais. As escolhas feitas no viver se fundamentam nos interesses, que por sua vez, estão vinculados às intenções que diferenciam as experiências. Quando há clareza de intenções numa determinada ação, escolha ou resposta ao mundo diante dos acontecimentos, muda-se a experiência. Ter consciência dos interesses pessoais, ter consciência do que desperta a atenção, ter consciência do que se repete e se fixa gerando aprendizagem, pode mudar completamente as experiências no vivido. Atenção também está relacionada às intenções pessoais. A consciência do sentido e do significado da vida  no viver cotidiano, ou seja, das intenções, muda a experiência. Até pouco tempo estas reflexões  se encontravam apenas no âmbito filosófico. Hoje as evidências da neurociência constatam que, uma atenção correta na natureza da experiência pode mudar a experiência.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *