ANISTIA NÃO É AMNÉSIA

O mal e o mal feito é para ser considerado e entendido e não descartado. Diante do mal feito, é importe se ter clareza do acontecido na sua justa medida. Anistia, é a capacidade de compreender para transformar o mal e recuperar o equilíbrio das forças vitais. A amnésia, é procrastinação, é enganação, é negligência, é manter o mal e perpetuar as forças da maledicência. Negar o mal feito, é negar a força da vida, é negar a capacidade resiliente, é negar a si próprio. A amnésia impede as forças regenerativas e ainda, na medida em que o mal fica latente ele por si só vai corroendo as relações.

Abraços   ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *