ALEGRIA DE SERVIR NO SERVIR COM ALEGRIA

Diante das perguntas éticas, que acompanham o seres humanos na sua história – ‘quem sou e como agir’, todas as tradições espirituais, de alguma forma, abordaram estes dilemas existenciais, trazendo a importância do cultivo de um estado interno de disponibilidade de servir, como um caminho de experiência e aproximação do “quem sou”. Quando a pessoa humana se disponibilidade a servir ao outro e ao mundo, oferecendo seu tempo, seus talentos, sua benevolência e cordialidade para o outro, que a trajetória do autoconhecimento se inicia. Quando a atitude pessoal de cooperar livremente com o mundo, está alinhada a um propósito maior, entendendo cada ser humano como parte integrante de uma rede dinâmica e interdependente que é a vida e o viver, servir ao outro resulta numa imensa alegria. Servir ao outro advém de um estado de disponibilidade de consciência que reconhece o outro e o mundo como parte de si mesmo. É um estado de maturidade que pode ver as possibilidades e aberturas que o próprio mundo oferece ao humano, para que ele tenha a experiência de colaborar com a vida, de ser um co-responsável no processo de criação e manutenção da vida. Se o propósito é claro e portanto, livre de interesses imediatos e utilitários como, aplausos, engrandecimentos, enfatuações, prepotências, advindos de um ego inflado, a alegria espontaneamente se faz presente no simples ato de servir, de dar a mão ao outro, de legitimar o outro na sua humanidade. São atos muito simples mas, portam um imenso valor para quem oferece e para quem o recebe. Servir com alegria, estar a serviço do mundo com alegria no coração, resulta em grande alegria para ambos e para o mundo. Nas pequenas atitudes, é possível o reconhecimento de uma pessoa. É no pequeno que nos fazemos grande. A solidariedade já está dada a todos nós seres humanos, cultivá-la talvez seja um propósito legítimo da nossa humanidade, um espaço de consciência que sempre está disponível para ser nutrido na alma humana, basta apenas e tão somente querer.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *