A SACRALIDADE DO COTIDIANO

Viver o cotiano dos dias com atitude respeitosa e acolhedora, valorizando cada instante através de uma mente que se disponibiliza a compreender amorosamente, é acolher na intimidade do ser a sacralidade da vida. Amar o maior e o menor, amar e sempre amar os desafios das perdas e amar com humildade a grandeza das pequenas conquistas, afinal o amor é para ser amado na liberdade íntima do ser. Quando o mais simples e o mais rotineiro pode ser vivido com o sabor do amor incondicional, onde a consciência se liberta de julgar e excluir e ganha a liberdade para admirar, toda a criatura se preenche da sacralidade da vida. O sagrado se manifesta em diversas linguagens e expressões. Uma alma conectada ao bem e ao belo, reconhece as manifestações e pode se nutrir do amor e da plenitude do encantamento. A sacralidade é um presente do amor, no presente renovado de cada instante do vivido.

Abraços   ****

Vivi

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *