A SABEDORIA DA NATUREZA

O cérebro humano vivo é um dos belíssimos exemplos da grande sabedoria da natureza. Ela foi e é sábia. Através da nossa capacidade cerebral, a natureza nos tem permitido perceber e apreender o mundo à nossa volta. Ela nos ofereceu um cérebro que, se transforma para sobreviver em um mundo em constante transformação. A plasticidade cerebral é uma das propriedades inerentes ao cérebro humano, desde os tempos pré-históricos. Sendo ele um sistema aberto, tem a capacidade de se reestruturar em resposta às informações oferecidas pelos diversos instrumentos com quais lidamos e utilizamos para prosseguir evoluindo. Um exemplo típico é o uso da bengala para um cego, onde o cérebro vivo se reorganiza e se adapta para receber as informações do meio e poder se locomover apesar da deficiência visual. O ser humano nasce com um cérebro mais adaptável, multifuncional e ao mesmo tempo oportunista, dependendo da estimulação. Sabemos que um cérebro estimulado, apresenta neurotransmissores mais ativados. Crianças que vivem em ambientes onde são acolhidas e estimuladas adequadamente, seus cérebros são mais ativos, pois a atividade pode produzir mudanças estruturais no cérebro vivo. O que isto significa? Significa que, a neuroplasticidade viabiliza, dependendo da correta estimulação, mudar a estrutura conectiva das vias neuronais. Diante destas evidências trazidas pela neurociência e pelos exames de neuroimagem, aquela ideia popular de que “pau que nasce torto morre torto” não tem mais sentido nos dias de hoje, pois é possível SIM mudar uma estrutura cerebral, basta motivação e estimulação adequada. À natureza, deixo toda a minha eterna gratidão!

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *