A HISTÓRIA QUE SOMOS

A identificação com a história pessoal construída desde o nascimento, através dos ambientes, acontecimentos, lugares, modos de ser e fazer, adquirem texturas que compõe a trajetória de uma vida. Estes registros que marcam e direcionam o viver de cada ser humano neste planeta, são fundamentais para prosseguirmos em nossa existência. Quando o neoliberalismo afirma que a história acabou e que seremos capitalistas até o fim dos tempos, perdemos a nossa direção. O excesso de estímulos,  informações e vozes de um mercado, que passa a direcionar vidas fazendo-as acreditar que o consumo e somente ele, conduzirá à felicidade, tem levado as pessoas a perderem a direção em suas vidas. Se a história acabou, acabaram as referências com as quais nos identificamos para seguir nossa existência, dando continuidade às gerações futuras. Talvez a pausa, possa nos fazer refletir para enxergarmos que a história de nossas vidas se constrói a cada dia, em cada encontro e que é no fazer,  que teremos a possibilidade de juntos encontrarmos a direção de nossas vidas.”Nenhum vento é favorável para quem não sabe onde quer chegar”.Portanto, pausar para reconhecer as nossas raízes, nossa identidade e nossa história comum, poderá colaborar para encontrarmos o farol norteador de nossa existência pessoal, sabendo que as forças que negam a história humana, estão a serviço de uns poucos interesseiros que “desejam” em manter seus “privilégios desejosos”.

Abraços    ****

Vivi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *