HUMANIDADE

Toda a humanidade é uma só família e todos nós seres humanos, pessoas humanas, fazemos parte desta grande família humana. A questão é que por inúmeras razões, desde o utilitarismo ao egoísmo, do consumismo ao desperdício, do individualismo ao comodismo, não conseguimos perceber que somos parte desta grande família. Ao perdermos as referência não nos sentimos pertencentes à família humana. Aqui se aloja um grande equívoco. Quando perdemos as referências nos perdemos de nós mesmos. O caminho talvez seja compreender que somos parte constituinte desta grande família humana, e cada um de nós é fundamental para toda a humanidade. Pense nisto!

Abraços   ****

Vivi

 

SEJA PLENO DE SI MESMO !

Ser pleno de si mesmo, é ter autoridade com a vida que pulsa em seu ser. Reconhecer os pulsos internos, do corpo e da mente, da respiração e batimentos cardíacos, dos pensamentos e sentimentos, é se apropriar de si mesmo. Apropriar-se de si, é fazer escolhas em liberdade.  É saber o que me move nesta vida, quais afetos me mobilizam. Sou movido pela alegria, pelo encantamento, pela esperança, pela autoconfiança ou sou movido pelos ressentimentos? Poder responder para si mesmo esta pergunta e reconhecer que vida vai muito além das pequenas migalhas dos desafios, já é um passo de aproximação com a força interior da potência viva no viver e conviver.

Abraços  ****

Vivi

 

SENTIR A FELICIDADE AO DAR FELICIDADE

Sempre que irradiamos felicidade, de certa forma, estamos oferecendo ao mundo a felicidade. Quando nos permitimos ter a alegria e a esperança como companheiras, a felicidade pode ser sentida com mais plenitude. A compreensão de que os desafios e dessabores fazem parte do existir, é fruto da maturidade. Ninguém é feliz permanentemente. A felicidade tem nuances, ela se apresenta em diversas tonalidades. Lidar com os desafios, com as dores e conflitos é também uma expressão de felicidade, pois trazemos à consciência a nossa capacidade de encontrar caminhos e direções.

Abraços  ****

Vivi

SABER DIZER NÃO

Dizer “não” parece simples mas, nem sempre!  Em tempos onde tudo tem que girar em torno do prazer e da satisfação, enfrentar uma negativa, sobretudo diante de um padrão mental do “ser bonzinho” para ser aceito e aplaudido, a vaidade fala mais alto. O amadurecimento psíquico pede limites. Lidar com a frustração, faz parte do processo maturacional do ser humano. Alegria e tristeza, ganhos e perdas, sucesso e fracasso, fazem parte da existência e do crescimento pessoal. Um “não” dito honestamente, de forma sincera, é muito mais digno do que um “sim” dito para agradar e evitar problemas.

Abraços   ****

Vivi

ONDE ESTÃO AS BOAS SOLUÇÕES

Diante do inesperado, do conflituoso, da dúvida e incerteza, se a vontade é encontrar um bom caminho, saber procurar é fundamental. Onde encontrar as boas soluções? Os melhores caminhos, as soluções mais dignificantes sempre se encontram na casa do amor e da verdade. Elas caminham juntas. Amor e verdade andam sempre juntas. Elas são o farol da existência humana. Quando nos alinhamos com o amor e com a verdade, os bons caminhos, os mais adequados se abrem diante de nós.

Abraços   ****

Vivi

 

SABER EXPRESSAR UMA OPINIÃO

Algumas pessoas preferem ser “boazinhas”, para não terem que enfrentar o medo de expressar a sua opinião. Tudo pode ser dito, a questão é “como” dizer e “como” se expressar. A diversidade faz parte do vivido. As diferenças, compõe a vida humana e são elas que enriquecem as relações, as ideias, a criatividade. Outorgar poder ao medo, é abandonar a liberdade interior. A criatividade humana, a autoconfiança, a auto realização, se alimentam dos nutrientes da autonomia. Não significa concordar ou discordar mas, emitir uma opinião pessoal com dignidade e sem medo. Sempre estamos e estaremos aprendendo.

Abraços   ****

Vivi

 

SABER CANALIZAR A ENERGIA

O que desejo para minha vida? O que almejo para o futuro de minha vida?  Saber canalizar a energia de maneira inteligente é disponibilizar o melhor de mim mesmo a serviço do bem comum. Com clareza interior e discernimento, tendo como referência os valores universais, é possível direcionar a energia, a potência viva da vida para o melhor e o maior da pessoa humana. Todas as pessoas são portadoras de grandes potencialidades, mas, é preciso coloca-las na dinâmica da vida e a serviço do bem comum. Ninguém é feliz sozinho e ninguém se realiza plenamente no isolamento. A felicidade, a completude, a auto realização só pode acontecer junto com o outro e através do outro, com todas as diferenças e diversidades. Isto é Sabedoria!

Abraços   ****

Vivi

INDIGNAÇÃO

A face criativa e propulsora da raiva é a indignação. Quando realmente algo nos causa indignação, podemos acessar a face luminosa da raiva que nos impulsiona para  agir e agir bem. A indignação pela indignação pode nos conduzir à raiva pela raiva. Aqui não há transformação mas, retaliação. Contudo, quando a indignação ganha a dimensão de uma ação para o bem comum e para o justo na justa medida, para a solidariedade e altruísmo, a indignação se conecta com a sua face mais luminosa – a compaixão.

Abraços   ****

Vivi