CULTIVAR A ATENÇÃO

Sem atenção não há presença e sem presença, é apenas um corpo vagando pelo espaço. A atenção é um estado da mente comprometida com um foco e uma presença. É uma atitude cognitiva que se faz presente no pensar, no sentir e no agir. Cultivar a atenção, é um compromisso pessoal de alguém que escolhe viver a vida consciente deste viver. A atenção traz qualidade à existência, nas escolhas e decisões, na direção a seguir e na resposta a ser dada ao mundo conforme os acontecimentos. Por mais desafiante que seja uma situação, a atenção favorece escolhas mais criativas e responsáveis. Preste atenção à sua atenção e sempre se pergunte: onde está a minha atenção?
Abraços ****
Vivi

UMA COISA É CLARA E EVIDENTE …

Quanto mais consumo e mais riqueza maior é a infelicidade. Ter não significa ser feliz. Ter coisas, títulos, posição social, aparências, não significa felicidade, isto é claro e evidente. Ter pode oferecer prazer, mas, não oferece felicidade. O prazer é passageiro e finito, quanto mais tenho mais quero ter, mais desejo ter. A felicidade é um bem infinito a ser conquistado pelo cultivo interior, no silêncio da profundidade do ser.

Abraços   ****

Vivi

 

 

 

 

RESPIRAR E ACALMAR

Quando somos capazes de respirar com gentileza amorosa, podemos encontrar a calma da alma. Quando sentimos a calma em sintonia com a respiração serena, seguimos no encontro do silêncio, que silenciosamente respira em sintonia com a espiritualidade. Aqui mora a alma, que através da consciência poderá re-almar a nossa existência, colocando Luz em nossa caminhada.

Abraços  ****

Vivi

 

 

DESOLADOS

A desolação é um sentimento que tem ganhado força em tempos sombrios e desafiantes. Em tempos de isolamento e incertezas, ficamos desconfiados e sem direção. O desolado é aquele que perdeu o solo, perdeu o chão, perdeu as bases referenciais. Quando perdemos as nossas referências, perdemos a estabilidade e nos sentimos desolados e isolados.

Abraços   ****

Vivi

 

ONDE ESTÁ A FELICIDADE?

Todas as pessoas querem ser felizes, mas, muitas são as pessoas que procuram a felicidade em lugares que nunca irão encontrar. Há quem acredite que ser feliz é comprar, consumir, beber e comer, descartar o velho e buscar a última novidade que a moda oferece. Quanto engano! A felicidade não está nas coisas materiais, não está no exterior. A felicidade, o sentimento de contentamento e realização está no mais profundo do nosso ser. Lá, no silêncio da consciência interior está a felicidade de mãos dadas com a alegria e o contentamento. A felicidade é um estado da alma, é serenidade amorosa e generosa, é paz interior.

Abraços   ****

Vivi

SIMPLICIDADE

É a palavra chave! Será que necessitamos de tanto consumo de coisas, ideias, informações, objetos … ? Será que aumentar a cada dia a desigualdade e a injustiça social não trará consequências para a comunidade humana e para o meio ambiente? Será que viver em comunidade é estimular e manter relações odiosas, egoístas, no salve-se quem puder, no cada um por si e ….. ? Nenhuma sociedade poderá ter sustentabilidade sem o mínimo de regramento moral, sem o mínimo de respeito. Neste caldo cultural nos tornamos objetos. O humano quando coisificado se despotencializa e portanto, perde completamente a alegria de viver e conviver, consigo, com o outro, com os outros e com a natureza. A alegria traz o sonho, a criatividade, a arte, a ciência, a espiritualidade.

Abraços   ****

Vivi

UMA LÓGICA QUE ELIMINA

A competição predatória, é aquela que além de eliminar o concorrente o destrói. Sendo uma lógica de exclusão e escassez, quando o lucro se coloca acima do valor da vida, necessita para manter o controle, retirar a potência das relações e dos corpos. O pensamento contábil do lucro a qualquer custo, para ter força de atuação, necessita se manter presente na subjetividade e em todas as instâncias relacionais. Fundamental é perceber como lidamos com o nosso corpo, pois no descuido da atenção e da percepção, acabamos nos rigidificando, deixando de sonhar e ainda, perdendo o contato com todo o nosso potencial de talentos e dons. Vamos esculpindo um corpo rígido e tortuoso, cansado e desacredito de si mesmo. Preste muita atenção no que está acontecendo contigo!

Abraços   ****

Vivi

VIDA EM EQUILÍBRIO

Na vida precisamos do equilíbrio, do balanceamento, da homeostase, da estabilidade regulatória. A filosofia dirá que é necessário coerência, bom senso para um bem viver. Uma vida coerente, é aquela que se mantém em estado de equilíbrio. Um estado processual que é dinâmico, em movimento regulatório, sem escassez e sem excessos. Tudo que pende para um extremo perde o equilíbrio e portanto, altera o sistema. Pensar uma vida coerente, é procurar manter-se na simplicidade inteligente para viver uma vida material, intelectual, relacional e espiritual em constante equilíbrio. Este processo vital e vitalizante para a sustentação da vida humana neste planeta, depende de um compromisso pessoal ético de proteção e preservação da vida e de tudo que vive. Um compromisso que nasce de uma coragem amorosa, auto deliberada. Amar o amor, sem ter medo de ter medo, é uma conquista pessoal, que acontece na intimidade mais profunda do humano e que portanto, não se adquiri nas prateleiras dos supermercados, nem nas farmácias, nem nos livros de autoajuda, nem …..

Abraços   ****

Vivi

CHEGAMOS AO LIMITE !

Mudança climática, poluição, degradação ambiental, são evidências de que a comunidade mundial está chegando ao limite da vida no Planeta Terra. Estamos adoecendo, a vida está adoecendo, mas, a vida é maior e certamente ela continuará, o que não sabemos é o que irá acontecer com a vida humana. Fato é que, chegamos ao limite de nossa sustentabilidade tanto em termos ambientais como morais. Precisamos urgentemente encontrar alternativas e uma delas, aponta para o caminho da simplicidade voluntária. É necessário sair do consumismo desenfreado. Precisamos mudar o modelo estrutural da sociedade. Precisamos de colaboração e não de competição predatória, exploração e espoliação. Precisamos ser mais honestos diante da realidade que se apresenta, não podemos mais fugir da verdade fingindo que nada está acontecendo. Precisamos nos desencastelar de um mundo idealizado que não deu certo.

Abraços  ****

Vivi

FELICIDADE E INFELICIDADE

Na procura pelos prazeres como meio para  encontrar a felicidade, o ser humano chega sem limite ao consumo excessivo. Produz com a justificativa de obter riqueza, estimula o consumo desmedido como experiência de autossatisfação. Neste processo insano do consumismo, as pessoas ao invés de encontrarem a felicidade acabam se tornando cada dia mais infelizes. Frustradas e aprisionadas pela ansiedade, as pessoas adoecem. Estamos vivendo uma sociedade infeliz e doente, apesar de toda a ciência, de todo o conhecimento e tecnologias, perdemos os afetos, a confiança em si e nos outros. Estamos numa sociedade desprovida de propósitos, sem direção e significado. Na infelicidade o humano perde a alegria e sem alegria, não há empatia. Como prosseguir com civilidade?

Abraços   ****

Vivi