CONTRATOS  NORMATIVOS

Colocar no papel os direitos, não tem sido garantia de que estes direitos serão preservados. Contratos não garantem os tratos! É preciso muita clareza interior, muita maturidade para reconhecer as ingenuidades de uma mente escravizada pelos desejos. Nem os “contratos” internos são auto respeitados. Até mesmo os pensamentos subvertem as propostas feitas e seladas no interior pessoal. Até mesmo a inteligência é subvertida pelos interesses das conveniências. Para sair do labirinto interior, é preciso a força da coragem. Para reconhecer a fragilidade dos contratos e dos tratos, é preciso muita atenção com muita clareza de percepção.

Abraços   ****

Vivi

A NOVA RESPONSABILIDADE

Quando a ciência apresenta à comunidade humana a capacidade que o organismo humano vivo e com ele cérebro humano, tem de se renovar, ela apresenta igualmente uma nova expressão da responsabilidade. Quando sabemos que é possível a renovação e ainda, é a renovação a partir da manutenção da homeostase e da permeabilidade biológica e psíquica, uma qualidade e um meio para a sustentação e renovação da vida, a responsabilidade da pessoa ganha uma outra dimensão. Estamos falando de uma neuroplasticidade intencional, ou seja, se quisermos podemos mudar e favorecer a mudança que desejamos ver no mundo. Altruísmo e solidariedade, são componentes essenciais da vida humana, pessoal e social.

Abraços  ****

Vivi

DUAS ALIADAS QUE CAMINHAM JUNTAS

No terreno da falsidade, existem duas instâncias que estão sempre de mãos dadas: a covardia e a mentira. Nas suas intrigas, elas são capazes de retirar até esgotar tudo o que há de bom e belo na natureza humana. Somente quando superamos o medo temos a possibilidade de reconhecer estas parceiras e baní-las para sempre dos espaços da nossa existência.

Abraços   ****

Vivi

VIRTUOSO  OU  VIL

Avaliar o mundo, os outros e a si mesmo, inclui um valor moral. Inclui um conjunto de critérios que irão determinar se algo é virtuoso ou vil. Uma mesma situação ou evento, sob um olhar pode parecer altamente virtuosa, sob um outro olhar assume uma aparência vil.  A hierarquia moral mesmo na sua invisibilidade, não deixa de existir, de agir e tomar corpo numa avaliação. Importante, é se ter clareza que todos os julgamentos estão subjugados a critérios de valor. Pergunta: quais os critérios de valor que usamos para avaliar, escolher, decidir experiências e atitudes no viver cotidiano? O desconhecimento dos critérios implica em julgamentos que podem não serem condizentes com a real realidade dos fatos. Portanto, atenção e discernimento são fundamentais.

Abraços ****

Vivi

 

 

 

ONDE  ESTÁ  A  FELICIDADE

Muitas pessoas  procuram a felicidade no prazer de uma boa comida ou na alegria da conquista de um título. Os prazeres são fugazes e passageiros e a alegria segue no mesmo ritmo, ela também passa porque é apenas um momento. A felicidade é um estado de espírito que se cultiva momento a momento. A felicidade é uma escolha pessoal, interna, que está dentro de cada um de nós e para despertá-la, é preciso cultivá-la. É um grande equívoco procurar a felicidade fora, nas coisas materiais, no poder, no status, no cargo, nos objetos. A felicidade está no mais íntimo de nosso ser, sendo um estado interior que se manifesta apesar de todas as adversidades e sofrimentos. A felicidade depende do sentido e do propósito de uma existência e portanto, é uma escolha em liberdade.

Abraços ****

Vivi

MAIS UM POUCO DE FELICIDADE …

A felicidade não é solitária. A felicidade genuína acontece na partilha, com o outro e através do outro. Somente juntos podemos ser felizes. Diferente da “felicidade mundana”, a felicidade genuína é vivida e sentida na gentileza, na cordialidade do partilhar, do compartilhar, na ação de abrir as possibilidades para que o outro e os outros também sejam felizes. A “felicidade mundana” é estéril, está atrelada às compensações, ao “dá cá toma lá”, às “segundas intenções”,  aos interesses das aparências imediatistas e egoístas. A verdadeira felicidade anda de mãos dadas com a amizade, com o sentido e o propósito da vida, e portanto,  é livre e libertadora.

Abraços   ****

Vivi

 

 

 

DESERTO  INTERIOR

Pode ser que em alguns momentos uma pessoa se depare num verdadeiro deserto interior. Um lugar de abandono de si e do mundo, de solidão de si e de todos mesmo estando no mundo cheio de vida. A crise da ecologia psíquica tem seu correlato na crise da ecologia profunda. Sair do deserto da alma requer força interior para querer enxergar que, mesmo no deserto há muita vida florescendo, mas, é preciso querer ver e se conectar com esta vida. Momentos de solidão fazem parte da existência. As crises psíquicas fazem parte da existência e são elas, grandes alavancas para a renovação. Encontrar a vitalidade é encontrar os afetos. A afetividade está nas relações com o outro, com os outros, com a natureza e seus ambientes e sobretudo, está dentro da alma humana. O dom da vida sempre está presente, mesmo nos momentos desérticos da existência. Coragem!

Abraços   ****

Vivi

 

EM NOITES ESCURAS …

A escuridão das noites escuras, escondem a alma de si mesma. O apego ao medo da descoberta de si, paralisa. A Luz existe, mas, nem sempre a alma consegue enxergar. Em noites escuras, o melhor é que a alma encontre conforto. O silêncio da solidão revela o despertar. Em noites escuras, o melhor é aguardar. Paciência é confiar. Em noites escuras, o melhor é lembrar a alma que a espera é a Luz e a  força da esperança.

Abraços  ****

Vivi

DAS  ARTES  À  TECNOLOGIA

Das artes à tecnologia, tudo expressa a grandiosidade da vida. As sensações de bem-estar e alegria passam pela capacidade do ser humano de Ser, verdadeiramente este humano em permanente processo criativo e transformativo. O desafio enfrentado pela criatura humana frente aos seus dilemas, suas dores e sofrimentos, fez e faz deste humano a magnífica criatura que é: um ser de criação. Arte, ciência, tecnologia, através da imaginação, dos sonhos e encantamentos, faz da criatura humana a beleza e a magnitude que é ser um Ser Humano. Abraçar a beleza da existência, é abraçar a alegria de viver.

Abraços   ****

Vivi

 

SE EU NÃO PENSAR ALGUÉM PENSARÁ POR MIM

Se eu não pensar, inevitavelmente alguém pensará por mim, dizendo até mesmo o que devo sentir. Alguém pensará por mim, direcionando as minhas escolhas e os meus sentimentos. Em tempos midiáticos, intoxicados pelas “falsas notícias”, até mesmo os meus sentimentos e minhas concepções mais íntimas serão privatizadas. Portanto, pense, pesquise, investigue e reflita.

Abraços   ****

Vivi