ATUAR NA CALMA

Agir com calma e suavidade e ao mesmo tempo, com firmeza e retidão de conduta, é fruto de uma escolha pessoal consciente. E ainda, de um exercício permanente de atenção e auto observação. Observar a todo momento com calma o movimento externo e os movimentos internos, no silêncio interior, para atuar com calma, é uma escolha pessoal em confiança. Na agitação da ansiedade e das gangorras de pensamento, fica impossível reconhecer os benefícios da serenidade. Uma mente serena pode atuar com serenidade momento a momento, inclusive nas situações desafiadoras, tanto do mundo interior como do mundo exterior. Confiar na magnitude da calma, é também um exercício de auto confiança.

Abraços   ****

Vivi

AÇÃO  COM  DETERMINAÇÃO

São os valores pessoais que regem a ação. A existência traz a sua marca biológica mas, é regida pelas escolhas feitas ao longo do existir. As leis biológicas seguem na preservação da vida mas, são as condutas pessoais que direcionam a existência para o bem ou para o mal. Não há ação sem as consequências da ação. Quanto maior a consciência de si, das bases norteadoras do existir e da escolha na direção do bem maior com determinação, mais favoráveis serão os frutos da ação. Parece simples mas, a realidade é repleta de bifurcações e com elas o desafio de se ter clareza ao que se quer e ao que não se quer.

Abraços   ****

Vivi

REFORMAR  OU TRANSFORMAR

Quando algo começa a sinalizar que a conexão está comprometida e a vontade é acionada, o primeiro impulso é reformar. Fazer algumas alterações já pode ser um início de mudança. Contudo, é necessário muita atenção e disponibilidade para querer ver e compreender o conjunto no qual se está inserido para seguir a diante. Reformar não é transformar. Reformar é fazer alterações, que no final, por descuido, se faz apenas mais do mesmo. São aqueles giros de 360 graus, saindo de um ponto e voltando ao mesmo ponto, porém agora, com alguns adendos, como a frustração, a decepção, o sentimento de incompetência ou conformismo. Transformar é diferente. Quando a vontade aciona a energia da transformação, a coragem vem junto e com ela a mudança de percepção e de ponto de vista e ainda, muita criatividade para a construção de linguagem, para transformar atitudes e comportamento. Transformar é mudar padrões com todos os desafios, com o reconhecimento da jornada seguida de erros e acertos, de avanços e retrocessos, mas, sustentado pela clareza de propósito e a vontade de transformar uma consciência.

Abraços   ****

Vivi