EDUCAÇÃO … A ÚNICA MANEIRA…

Sua Santidade Dalai Lama tem sido insistente no que tange à educação, diz ele: ” A Educação é capaz de superar as formas distorcidas de pensamento. Essa é a única maneira … seguir educando as crianças.” Precisamos ter esperança na geração mais nova. As crianças e os jovens tem maior abertura para transformar, estão mais dispostos a fazer mudanças do que os adultos, nascidos no século XX.  A educação tem as ferramentas para ensinar as crianças a administrar suas emoções, de forma a manter a calma, tendo abertura para tomar decisões que valorizem a diversidade e a interdependência, entre todas as culturas e povos neste planeta. A educação possui os meios para ensinar o “desarmamento interior”, ensinar a “dar a volta por cima”, ou seja, encontrar caminhos mais criativos e inclusivos, onde o diálogo sincero e honesto não é um luxo mas, uma necessidade básica.

Abraços   ****

Vivi

ACONTEÇA COMO ACONTEÇA

O grego Epíteto dizia: “Não exija que tudo aconteça do jeito que você quer, mas queira que tudo aconteça assim como acontece de fato, e você viverá em paz.”  A ansiedade tende a criar  ilusões, que geram idealizações e uma certa tendência de querer que as coisas aconteçam segundo nossas expectativas pessoais. Entendendo que a vida é como ela é, e que as coisas acontecem de acordo com as circunstâncias nas quais estão inseridas, no mais das vezes as idealizações não acontecem porque não passam de projeções e portanto, desprovidas de concretude  com a  realidade. Quando frustrados nos sentimos inseguros, desconfiados, insatisfeitos e tendemos a criar novas projeções daquilo que queremos que aconteça e ainda da forma como queremos que aconteça. Um certo ar de prepotência egoísta toma conta, se espalha e com ela apegos, desejos e medos,  desembocando em atitudes de rebeldia e até hostilidade. Quando aceitamos que os acontecimentos acontecem segundo a sua ordem natural, e que as expectativas nada mais são do que projeções pessoais, temos a chance de sair deste círculo vicioso e encontrar caminhos mais libertadores, para si e para o nosso entorno.

Abraços   ****

Vivi

SAÚDE DO PLANETA

A preservação da saúde do Planeta é também uma responsabilidade da comunidade humana. É fundamental educar nossas crianças para assumir a responsabilidade pelo cuidado do meio ambiente e da Terra, de forma que elas possam zelar pela vida de forma natural. Os jovens são mais flexíveis, possuem uma “cabeça mais aberta” e valorizam com mais empenho as ideias novas. A juventude deste século é a humanidade planetária. Precisamos de uma educação que estimule e incentive as crianças e os jovens a trabalharem juntos em espírito de fraternidade, compartilhando ideias e encontrando soluções para respeitar, preservar e cuidar da saúde do planeta, da Mãe Terra, de Gaia. Nossas crianças e nossos jovens são nossas verdadeiras esperanças. Precisamos mais do que nunca, de um sentimento de compaixão pelo planeta, abrindo nosso olhar, nossa visão de mundo, dedicando toda a nossa atenção para esta causa. A saúde da vida humana, da vida de todos os seres vivos depende da saúde do planeta. Não são instâncias separadas mas, interdependentes. Portanto, cuidar da saúde pessoal é nossa responsabilidade como também, cuidar da saúde do planeta, no espírito de fraternidade e irmandade pela preservação da nossa casa comum.

 Abraços    ****

Vivi

AUTODETERMINAÇÃO

A Roda de Tear ficou como uma imagem emblemática de Gandhi, simbolizando o SWARAJ – tomar o destino em suas próprias mãos. Usando o conceito hindu de SWARAJ , Gandhi defendia a autodeterminação e o autocontrole, incentivando as pessoas a tomarem o controle, a direção de sua vida em suas mãos, gerando autoconfiança. Uma pessoa autoconfiante pode se esforçar a mudar sua vida, pois acredita no seu potencial. Um potencial que todo ser humano possui para crescer, se desenvolver e se realizar.  Uma atitude autoconfiante, pautada pela autodeterminação, pode desenvolver habilidades e talentos, para  seguir uma vida com dignidade. Quando uma pessoa é encorajada a se manejar diante dos desafios da existência, por maiores que sejam os obstáculos, ela será capaz de encontrar as vias mais salutares e éticas. Ser autoridade de sua própria vida, é também uma habilidade a ser desenvolvida por uma educação em valores humanos, sustentada em políticas públicas que oportunizam espaços de desenvolvimento do ser humano integral. A crença de que sempre é possível ser melhor e não desistir nunca, é também aprendida através de relações de confiança e determinação.

Abraços    ****

Vivi

O CÂNCER DA CORRUPÇÃO

A corrupção gera e ajuda a manter a pobreza. É algo totalmente imoral. Ela começa nos pensamentos e modos de vida, nos valores que uma pessoa escolhe para nortear sua vida. Uma sociedade onde a cultura vigente tem no dinheiro, no lucro, no poder “sobre”, no levar vantagem sempre sobre o outro para garantir rendimentos, onde a ganância tem no egoísmo seu sustentáculo, é uma sociedade doente de um “câncer” que só tende a se alastrar e contaminar. Um “câncer” que contamina os corpos, as mentes e o espírito de gerações inteiras, que tende a se perpetuar. Até quando? Até quando, nós cidadãos vamos suportar a falta de justiça, a ausência de transparência e com elas a falta de imputabilidade e responsabilização. Até quando vamos nos manter na complacência ilusória de discursos, que justificam a desigualdade social para manter benefícios aos poucos “privilegiados”. O câncer da corrupção só poderá ser curado se realmente tivermos a coragem de assumir no ser e no fazer, no pensar e no agir, atitudes transparentes, leais, onde a verdade está acima de tudo, como um valor sobre o qual não podemos abrir mão em hipótese alguma, afinal o que é, é.

Abraços    ****

Vivi

SÓ SE CONSERTA O QUE SE CONHECE

Quando se trata de justiça é importante ter clareza do seu significado pois, o mais comum é que se entenda justiça como vingança. Embora que tenhamos incontáveis tratados sobre justiça, com universidades, profissionais e especialistas em Direito, ainda a vingança parece vir em primeiro plano. A justiça, o justo equilíbrio de uma sistema só pode ser mantido com transparência e responsabilidade. Quando algo ocasionou o desequilíbrio e a desarmonia entre as partes de um sistema, é necessário ter absoluta clareza com a realidade das causas desestabilizadoras e a acionar a responsabilização de todos os envolvidos. Transparência e responsabilidade, são dois elementos fundamentais de sustentação da justiça e do justo. Só é possível consertar o que se conhece. Se não conhecemos a realidade dos fatos, não conseguimos entender nem responsabilizar todas as partes envolvidas. Sem transparência não pode haver responsabilidade e sem responsabilidade, o que sobra é a perpetuação daquilo que violou o estado de equilíbrio. Ser transparente é ser verdadeiro e agir com a verdade, aqui existe a responsabilidade.

Abraços    ****

Vivi

RESISTIR E ACREDITAR

Resistir é acreditar! Se não acredito em algo não tenho energia nem motivos para resistir, persistir e insistir.  Só acredita quem acredita!  Assim também é o comprometimento, que é uma atitude que brota do coração não das razões de uma lógica racional e linear. A esperança se enraíza em solo onde há um acreditar, um algo que mobilize uma ação, mesmo que este agir seja silencioso, mas nem por isto menos mobilizador. Todo ato de resistência está vinculado a uma conexão com um propósito, que tem o potencial mobilizador de uma crença naquela direção. Em tempos de grandes  mutações, onde tudo se traveste de contradições e ambiguidades, se não houver um firme e claro propósito, alinhado a valores, não há compromisso, não há responsabilidade. Só resiste a uma determinada causa ou situação, ou acontecimento, se as raízes de uma crença interior estiverem firmemente alinhadas com os valores pessoais. O que mobiliza uma determinada atitude que pode levar a uma ação é um acreditar, é uma crença que se tem ou não. Portanto, estar atento, ter atenção em que nos identificamos e  escolhemos para acreditar e direcionar nossa vida é fundamental pois, as consequências são inevitáveis,  para o bem ou para o mal em nossas vidas. Atenção!

Abraços    ****

Vivi

BÚSSOLA ÉTICA

Felizmente hoje pesquisadores, neurocientistas e psicólogos, evidenciam em seus trabalhos que os bebês já nascem com sensibilidade moral. Bebês com três meses de idade preferem “o mais bondoso” representado em fantoches ou brinquedos em pequenas histórias. Crianças com menos de dois anos de idade, mostram generosidade e vontade de compartilhar quando tem oportunidade. Estas pesquisas se ampliam para o âmbito das raízes da empatia. Portanto, há uma predisposição biológica para o carinho e a compaixão segundo inúmeras pesquisas que vem sendo realizadas em diversas universidades. Jerome Kagan, psicólogo da Universidade de Harvard afirma que a bússola ética “é uma característica biológica da espécie humana.” Contudo, o que faz a diferença “é o sorriso” de uma mãe, de pais acolhedores no cuidado diário com as crianças desde o nascimento. Bebês que recebem afeto, são levados no colo com carinho, se desenvolvem melhor do que bebês negligenciados ou separados de seus pais. Para uma criança não importa o cargo que os seus pais possam ocupar ou o grau de escolaridade ou riqueza que seus pais possuem, o que importa para uma criança, para um bebê é o carinho, o afeto, o acolhimento, o aconchego que recebem de seus pais.

Abraços    ****

Vivi

HABILIDADES OU DEFICIÊNCIAS ?

Existe um certo padrão mental advindo de uma cultura, que tende a evidenciar o negativo, o lado sombrio e deficiente da pessoa humana e dos acontecimentos. Parece que o negativo salta aos olhos e encobre todas as outras cores que iluminam a vida e o viver. Esta é uma forma de ser e estar no mundo que dificulta tremendamente nossas relações com o outro e sobretudo com o nosso ser interior. Quando focamos as nossas falhas, nossos fracassos, acabamos vendo o mundo também com a lente da negatividade e perdemos a oportunidade de conectarmos com o mais belo e mais digno que vida nos oferece. Quando focamos nossa atenção em nossas habilidades, nossos talentos, podemos admirar, sonhar, criar, regenerar, emancipar, empoderar a nós mesmos, a todos e a tudo em nossa volta. Focar em nossas habilidades, é uma atitude que nos engrandece e engrandece ao outro, permitindo viver e conviver com a face luminosa da bondade, do altruísmo, do perdão, da compaixão, da compreensão amorosa, da generosidade. Fazer ressaltar o mais belo e mais digno e dignificante da vida é uma atitude a ser cultivada a cada momento em nossos pensamentos, em nossas escolhas, em nossa mente. Ter a certeza que todo o potencial da vida está e sempre esteve em nós, em cada um de nós, seres humanos neste universo. A beleza está em cada momento do viver, mas só poderá ser reconhecida se os nossos olhos se os olhos da nossa alma estiverem olhando nesta direção. Focar nas habilidades faz bem a mim, ao outro e a tudo que vive neste universo. O bem e o belo nos afeta e ilumina nossos corpos e nossas mentes e da mesma forma, afeta o mundo e todos os seres.

Abraços   ****

Vivi