ACALMAR A AMÍGDALA

Uma amígdala cerebral excitada é a expressão de emoções exacerbadas, muitas delas em resposta às situações estressoras. O estresse faz parte de nossas vidas, a grande questão é COMO nós lidamos com o estresse. Situações podem ser estressoras para nós. Fatos reais, acontecimentos, podem ser gatilhos para desencadear toda uma cascata hormonal em nosso organismo a partir do sistema neuronal e endócrino, em resposta ao estímulo provocado. Mas, acontece que nem sempre há um fator concretamente desencadeante, apenas uma criação da nossa mente, ou seja, quando a nossa mente imagina uma situação que pode ser estressora e ao alimentá-la pela via dos pensamentos e emoções, os neurotransmissores respondem a este estímulo, mesmo sem haver um acontecimento real. A região pré-frontal esquerda tem a capacidade e a competência para acalmar a amígdala cerebral. Quando somos emocionalmente sequestrados, perdemos a atenção aos nossos pensamentos e emoções, seja diante de um fato real ou imaginário e os circuitos da amígdala capturam o lado direito e assumem o comando. O treinamento mental da plena atenção pode modificar esta circuitaria, suavizando o sequestro, na medida em que, o lado esquerdo do cérebro é capaz, por uma ação consciente, enviar sinais para ativar a região pré-frontal esquerda. Quanto maior a presença atentiva ao processo de resposta somática, menores serão os resíduos deixados do estresse no organismo vivo. Portanto, atenção e presença podem ser treinadas para acalmar a amígdala.

Abraços   ****

Vivi

SEQUESTROS EMOCIONAIS

As emoções fortes sequestram a nossa atenção. “Quando somos dominados por fortes emoções, elas guiam nosso foco, fixando nossa atenção no que é mais perturbador e  fazendo com que nos esqueçamos do resto.” Com esta afirmação fruto de anos dedicados à pesquisa em neurociência dos efeitos das emoções em nosso cérebro, o psicólogo Daniel Goleman, salienta a importância da sustentação da nossa atenção, treinando a mente para estar consciente dos sequestros emocionais disparados pela amígdala cerebral. A amígdala, localizada no sistema límbico, é o radar das ameaças, ou possíveis ameaçadas do cérebro. Quando somos sequestrados emocionalmente diante de situações reais ou imaginárias que nos ameaçam ou podem nos ameaçar,uma ampla via de circuitos neuronais advindos do troco cerebral e do sistema límbico, sobem às áreas pré-frontais num “bombardeio” de sinais, capaz de estreitar nossa atenção, embaralhar nossa memória, relembrando qualquer coisa que seja relevante para a ameaça em questão.Nesta situação toda uma enxurrada de hormônios do estresse são liberados, alterando nosso metabolismo, nosso sistema cardio-respiratório, preparando nossos membros para lutar ou correr. Nesta captura emocional, nos fixamos naquilo que é perturbador e nos esquecemos de todo o resto.Quanto mais forte é a emoção maior é a fixação. Portanto, estar atento ao corpo, às emoções e aos pensamentos que desencadeiam respostas emocionais e somáticas, é fundamental para garantir relações pessoais, intrapessoais e interpessoais, mais salutares. Não podemos nos esquecer que grande parte dos nossos pensamentos são criações da nossa mente e não condizem com a realidade dos fatos. Atenção é tudo! Cuidado com as criações e imaginações da mente. Nossa mente é capaz de criar, idealizar cenários que são inexistentes na realidade do viver.

Abraços    ****

Vivi

ESQUIVAR DA COBRA E FUGIR DO TIGRE

A evolução do cérebro humano é resultado de inúmeros desafios que os seres humanos enfrentaram para garantir sua sobrevivência e a sobrevivência de suas crias. Foram centenas de milhares de anos para permitir que os mecanismos de atenção do cérebro humano evoluíssem numa selva onde as ameaças eram constantes e os fatores diversificados, como se esquivar do bote de uma cobra e fugir de um tigre saltando e veloz. Para  tanto, foi necessário  a passagem por todo um design neural, ativando os circuitos da amígdala, que é a sentinela do cérebro para significados emocionais, permitindo respostas reflexas que garantissem a sobrevivência. A estrutura do sistema ascendente, situada no mesencéfalo, reage muito mais rapidamente em tempo neural do que a região pré-frontal descendente, enviando sinais para cima a fim de ativar caminhos corticais mais altos, que alertem os centros executivos, relativamente lentos, para despertarem e prestarem atenção.  Atenção é evolução!

Abraços    ****

Vivi

70% mais 30% – COMUNHÃO E COGNIÇÃO

As nossas relações se fundamentam no vínculo, na capacidade de estabelecer um espaço relacional confiável, amistoso, gentil, colaborativo. Um professor  é 70% de sua capacidade relacional vinculada à sua disponibilidade de entrar em comunhão com seus alunos e apenas, 30% de sua relação se estabelece a partir da cognição. Portanto, valorizar o vínculo afetivo,  respeitoso, criativo, responsável, é muito mais importante para o processo de aprendizagem do que a transmissão de informações e conceitos. É a qualidade relacional que facilitará a aprendizagem. Entrar em comum-união com as pessoas em uma sala de aula, é algo que nunca poderia ser negligenciado. Contudo, ninguém pode oferecer o que não tem. Professar um saber, depende não só do domínio de conhecimentos e fórmulas, mas e sobretudo, da amorosidade responsável, cooperativa que é estabelecida a partir de ambientes confiáveis onde o vínculo afetivo acontece. São relações co-responsáveis e afetuosoas, onde dignidade e saber abrem espaços para a sabedoria.

Abraços   ****

Vivi

SOBRECARGA ENTORPECE A MENTE

Quando estamos sob pressão de exigências que vão além de nossa possibilidade, em geral, nossa mente acaba se desgastando e dificultando a realização de tarefas, alterando a memória, a qualidade das respostas cognitivas e emocionais, gerando um estado de cansaço que toma conta de todo o nosso corpo e ainda, comprometendo as nossas relações. O sono, a ingestão de água, a alimentação ficam igualmente comprometidos. Fato é que, a “sobrecarregar a atenção entorpece o controle mental. É nos momentos em que nos sentimos mais estressados que nos esquecemos de nomes de pessoas que conhecemos bem, sem falar em seus aniversários, aniversários de casamento e outras informações socialmente cruciais.” Esta afirmação do escritor e psicólogo Daniel Goleman, é um alerta para nossa qualidade de vida, frente às escolhas que fazemos no cotidiano de nosso viver. A desmedida, o excesso, compromete nossa saúde, portanto, estar atento é fundamental. Ter autocontrole para ter auto governabilidade de si, demanda escolhas pessoais conscientes, fruto de reflexão e adequação emocional, afinal, somos nós os responsáveis pela condição de nosso viver.

Abraços    ****

Vivi

 

VOCÊ AMA O QUE FAZ ?

Quando você acorda de manhã você fica feliz em saber que vai para o seu trabalho, que vai inciar suas atividades deste dia? O seu dia começa com bom humor? Você se sente motivado, entusiasmado para começar seu dia? Você realiza suas atividades com alegria? O prazer é o marcador emocional para a entrega. Pessoas estressadas ou entediadas dificilmente se entregam plenamente às suas atividades, seu potencial, seus talentos ficam represados e a criatividade fica comprometida. Amar o que faz é fundamental para a saúde pessoal e relacional, para a saúde dos ambientes onde interagimos. Quando nos sentimos realizados, o cérebro é marcado por uma harmonia neural, os circuitos necessários para a boa realização geradora de um estado de completude, se conectam , são ativados pelos neurotransmissores. Elevar a motivação e o entusiasmo ao evocar um senso de propósito em tudo que fazemos, é fundamental para a saúde mental, relacional, cognitiva, emocional, ambiental e espiritual.

Abraços    ****

Vivi

EU COM VOCÊ

Eu com você! Eu com vocês! Não pode haver um EU sem um VOCÊ ou muitos vocês. Nós humanos somos filhos do nós. Juntos é que nos fazemos humanos. Embora que saibamos, que somos filhos do cuidado, que dependemos do outro e de tantos outros, até os últimos instantes da nossa existência, ainda nos comportamos como se fôssemos independentes. Um Eu se faz, se forma, se constrói, COM muitos outros EUs. Uma pessoa se constrói com os outros, com os meios, com os modos de estar, um estar que só pode ser estar-junto, nunca isolado. Aprendemos com os outros, com a natureza, com os pulsos vitais. Quando sintonizamos com o ritmo da vida, quando a nossa potência, a potência pessoal, sincroniza-se com a potência viva dos organismos vivos em todas as suas linguagens e expressões, aqui nos formamos, damos forma à nossa existência onde a consciência se amplia. Eu com você no estar-junto, de humano para humano, de humanidade para humanidade, com os ambientes, com a cultura, com os modos de ser e estar neste mundo.

Abraços   ****

Vivi

SEMINÁRIO DE MEDITAÇÃO

   ATENÇÃO,  CONCENTRAÇÃO e PRÁTICAS MEDITATIVA

 MÓDULO II

 26 e 27 Setembro

 Inscrições: (18) 3622-7053

 Dando continuidade às modalidades meditativas desenvolvidas em nosso módulo I, focalizaremos aquelas que trabalham com os padrões mentais, as emoções e a construção de uma motivação crescente e edificante. Em vista do interesse pela meditação em diversas áreas do conhecimento, é oportuno lembrar que o objeto destas práticas é verter no cotidiano a clareza mental, o apaziguamento do coração e a serenidade conquistados por meio das técnicas.

 Vivi Tuppy – Psicopedagoga, Bioterapeuta, Professora de Ética e Práticas Meditativas com formação pela Associação Palas Athena/SP, coordena grupos de meditantes; Gestora dos Programas Educadores da Paz e Gestores da Paz junto à Diretoria Estadual de Ensino de Araçatuba/SP, atuando com as Práticas Atencionais do Centramento, Gestora do Programa Agentes da Paz junto a Secretária Municipal de Assistência Social e Coordenadora do Comitê da Alta Noroeste Paulista para a Cultura de Paz em Araçatuba/SP.

 www.vivituppy.com.br

[email protected]

Sexta-Feira das 19h às 22h.

Sábado das 9h às 17h30 – Intervalo para Almoço

Investimento – R$ 290,00  

 Vagas Limitadas – Reserve

IGUALDADE COM DIFERENÇAS

 “Lutar pela igualdade sempre que as diferenças nos discriminem e lutar pelas diferenças sempre que a igualdade nos descaracterize”. Com esta brilhante afirmação, Boaventura de Souza Santos nos convida a refletir sobre a necessidade de uma igualdade que reconheça as diferenças, que não produza, alimente ou  reproduza as desigualdades.

Abraços ****

Vivi

BRILHAR BRILHANTE

“O caráter e a inteligência podem impressionar as pessoas, mas, é o amor que damos a alguém que nos faz brilhantes e inesquecíveis” (autor desconhecido) .Oferecer a nossa amorosidade a todas as pessoas que cruzam a nossa vida, por onde circulamos, é uma atitude que faz brilhar ao outro, ao meio e a nós mesmos. Amar é acolher, é viver a sabedoria da compreensão.

 Abraços ****

Vivi