ONDE  ESTÁ  A  FELICIDADE

Muitas pessoas  procuram a felicidade no prazer de uma boa comida ou na alegria da conquista de um título. Os prazeres são fugazes e passageiros e a alegria segue no mesmo ritmo, ela também passa porque é apenas um momento. A felicidade é um estado de espírito que se cultiva momento a momento. A felicidade é uma escolha pessoal, interna, que está dentro de cada um de nós e para despertá-la, é preciso cultivá-la. É um grande equívoco procurar a felicidade fora, nas coisas materiais, no poder, no status, no cargo, nos objetos. A felicidade está no mais íntimo de nosso ser, sendo um estado interior que se manifesta apesar de todas as adversidades e sofrimentos. A felicidade depende do sentido e do propósito de uma existência e portanto, é uma escolha em liberdade.

Abraços ****

Vivi

MAIS UM POUCO DE FELICIDADE …

A felicidade não é solitária. A felicidade genuína acontece na partilha, com o outro e através do outro. Somente juntos podemos ser felizes. Diferente da “felicidade mundana”, a felicidade genuína é vivida e sentida na gentileza, na cordialidade do partilhar, do compartilhar, na ação de abrir as possibilidades para que o outro e os outros também sejam felizes. A “felicidade mundana” é estéril, está atrelada às compensações, ao “dá cá toma lá”, às “segundas intenções”,  aos interesses das aparências imediatistas e egoístas. A verdadeira felicidade anda de mãos dadas com a amizade, com o sentido e o propósito da vida, e portanto,  é livre e libertadora.

Abraços   ****

Vivi

 

 

 

DESERTO  INTERIOR

Pode ser que em alguns momentos uma pessoa se depare num verdadeiro deserto interior. Um lugar de abandono de si e do mundo, de solidão de si e de todos mesmo estando no mundo cheio de vida. A crise da ecologia psíquica tem seu correlato na crise da ecologia profunda. Sair do deserto da alma requer força interior para querer enxergar que, mesmo no deserto há muita vida florescendo, mas, é preciso querer ver e se conectar com esta vida. Momentos de solidão fazem parte da existência. As crises psíquicas fazem parte da existência e são elas, grandes alavancas para a renovação. Encontrar a vitalidade é encontrar os afetos. A afetividade está nas relações com o outro, com os outros, com a natureza e seus ambientes e sobretudo, está dentro da alma humana. O dom da vida sempre está presente, mesmo nos momentos desérticos da existência. Coragem!

Abraços   ****

Vivi

 

EM NOITES ESCURAS …

A escuridão das noites escuras, escondem a alma de si mesma. O apego ao medo da descoberta de si, paralisa. A Luz existe, mas, nem sempre a alma consegue enxergar. Em noites escuras, o melhor é que a alma encontre conforto. O silêncio da solidão revela o despertar. Em noites escuras, o melhor é aguardar. Paciência é confiar. Em noites escuras, o melhor é lembrar a alma que a espera é a Luz e a  força da esperança.

Abraços  ****

Vivi

DAS  ARTES  À  TECNOLOGIA

Das artes à tecnologia, tudo expressa a grandiosidade da vida. As sensações de bem-estar e alegria passam pela capacidade do ser humano de Ser, verdadeiramente este humano em permanente processo criativo e transformativo. O desafio enfrentado pela criatura humana frente aos seus dilemas, suas dores e sofrimentos, fez e faz deste humano a magnífica criatura que é: um ser de criação. Arte, ciência, tecnologia, através da imaginação, dos sonhos e encantamentos, faz da criatura humana a beleza e a magnitude que é ser um Ser Humano. Abraçar a beleza da existência, é abraçar a alegria de viver.

Abraços   ****

Vivi

 

SE EU NÃO PENSAR ALGUÉM PENSARÁ POR MIM

Se eu não pensar, inevitavelmente alguém pensará por mim, dizendo até mesmo o que devo sentir. Alguém pensará por mim, direcionando as minhas escolhas e os meus sentimentos. Em tempos midiáticos, intoxicados pelas “falsas notícias”, até mesmo os meus sentimentos e minhas concepções mais íntimas serão privatizadas. Portanto, pense, pesquise, investigue e reflita.

Abraços   ****

Vivi

 

 

PENSAR  E  INVESTIGAR

Pensar, pesquisar, investigar, são competências que a natureza evolutiva proporcionou à todas as pessoas humanas. O dispositivo já está “dado”. Fazer bom uso destas qualidades humanas, abre os caminhos para o conhecimento e as possibilidades de uma vida mais saudável e plena, através do bom senso e do discernimento. Quando o pensar, o refletir, o perguntar acionados pela vontade ficam obscurecidos da existência, a ignorância se manifesta, permeando o corpo, a mente, as emoções e as relações. O pensar e o pensar bem, iluminam a existência. A ignorância com toda a sua toxidade obscurece o existir, o viver e o conviver. Estar na luz ou no deserto da escuridão, é uma escolha pessoal.

Abraços   ****

Vivi

SER UM CORPO

Nós, pessoas humanas e vivas, existimos em nosso corpo vivo, mas será que de fato, habitamos este corpo? Será que, nos reconhecemos neste corpo? Será que temos consciência deste corpo vivo e dinâmico? Será que reconhecemos as inúmeras vozes narradas por este corpo momento a momento? Ser um corpo, é estar e sentir-se corporificado neste organismo vivo, com suas histórias e memórias em constante mutação. Sentir-se e emocionar-se neste corpo e através dele, movimentar-se e gestuar-se com ele em permanente comunicação, consciente de si mesmo, é poder ser e estar neste mundo com autonomia e liberdade. Ser um corpo, habitar-se neste espaço evolutivo, histórico, é estar em consonância com o mistério e o sagrado da vida. Ser um corpo consciente de si, é viver a experiência do amor numa vida amorosa para si e para com todos os seres vivos.

Abraços   ****

Vivi

 

GESTORES DA PAZ

 

(CONVITE PARA A REUNIÃO DE 12 DE MARÇO DE 2019)

 

Prezados(as) Senhores(as),

 

Dando continuidade às reuniões do Programa Gestores da Paz, convido-lhes, em nome da rede, para a primeira reunião do ano de 2019, conforme programação abaixo.

 

Dia 12.3.2019 (terça-feira), das 8h e 30min às 11h, no Auditório do SENAI, à Rua Bartolomeu de Gusmão, 150 – Bairro Aviação – Telefone: (18) 3519-3200 (próximo ao Recinto de Exposições de Araçatuba).

 

8h30: Abertura – Dr. Joel Furlan

 

8h40: Apresentação do histórico do Programa Gestores da Paz

 

8h50: Apresentação da avaliação do Programa/2018

 

9h: Direitos Humanos: Origem, Importância e Aplicação na Vida DiáriaJoel Furlan, Promotor de Justiça e Ângelo de Camargo Dalben, Defensor Público

10h: Intervalo

 

10h15: Saber Conviver – Desafios da CoexistênciaVivi Tuppy

 

11h: Encerramento para o público

 

Das 11h às 12h: Construção da próxima pauta e de agenda comum com os representantes da rede de proteção à criança e ao adolescente (aberto a quem quiser permanecer).

 

Observação: Neste ano as nossas reuniões serão às segundas terças-feiras de cada mês.

 

Solicito que compareçam com um pouco de antecedência para que possamos dar início, pontualmente, no horário indicado.

 

Evento aberto a todas as pessoas interessadas, sem necessidade de inscrição prévia.

 

Quem tiver ou conhecer experiência de sucesso nas questões discutidas e quiser apresentar para o grupo ou mesmo sugerir temas e palestrantes, favor entrar em contato ([email protected]; [email protected] e [email protected]) para agendarmos nos próximos encontros. Telefones da Promotoria de Justiça: 3303-7404 e 3303-7400.

 

Aproveito a oportunidade para reiterar-lhes os protestos de estima e consideração.

 

JOEL FURLAN

6º PROMOTOR DE JUSTIÇA

 

 

 

VERDADE  DA  VERDADE

A verdade é portadora de tanta força interna que é capaz de gerar medo quando nos deparamos com ela. Há quem escolhe viver na mentira para não ter que enfrentar a verdade. Enfrentar a verdade, é enfrentar os medos. Para alcançar a emancipação, a autonomia e o conhecimento efetivo daquilo que se é realmente, é preciso enfrentar o medo. Para enfrentar o medo, é necessário a coragem alinhada com toda a potência vital que todo ser humano já tem dentro de si, basta apenas querer se conectar e descobrir o quanto de ilusão que a mente humana cria dentro de si mesma. A verdade da verdade, é a coragem da sabedoria de não ter medo do medo.

Abraços   ****

Vivi