O CORPO

O corpo humano, vivo e vivido é uma experiência sensório-motora. É uma história pessoal e coletiva, é uma biologia e uma sociologia. Pensar a pessoa humana, é pensar uma unidade sensório-motora, que tem uma história, uma consciência e que se constrói nos acontecimentos vividos. Habitar um corpo, é habitar uma territorialidade corpórea viva numa contínua interlocução com um tempo histórico. Desabitar um corpo, é negar a si mesmo nos contextos pessoais e coletivos. A valorização de “Si” perpassa pela valorização, pelo cuidado, pelo respeito, pelo carinho a seu próprio corpo.

Abraços   ****

Vivi

 

O GESTO

O gesto é o movimento de expressão de um “Si mesmo”. Gesto é movimento.  A gestualidade humana pode dizer o indizível do ser. As restrições culturais que incidem sobre a gestualidade, reprimindo e limitando sua expressão e seus movimentos, restringem e tolhem a inteligência e os sentimentos. Os gestos são os mensageiros da alma humana. Reprimir a gestualidade é reprimir o mais íntimo e o mais profundo de uma pessoa humana viva.

Abraços   ****

Vivi

UM CAMINHO DE COOPERAÇÃO

Nós humanos, como seres sociais que somos, vivemos e convivemos juntos. Quando há cooperação, o viver humano se potencializa, ganha uma dimensão de potência e plenitude. Quando o humano escolhe caminhar pelos caminhos que viabilizam a sua emancipação, a sua autonomia, a sua auto realização, naturalmente ele se fortalece. A cooperação começa no auto, começa no pessoal. Aquele que sabe cooperar consigo mesmo e, portanto, tem a experiência da auto cooperação, pode cooperar com o outro e com todos os outros. A cooperação é uma experiência de “Si”, que começa no “Auto” e se expande no “outro”, “com o outro” e “através do outro”.

Abraços ****
Vivi

QUAL É O PROPÓSITO DA VIDA ?

O grande propósito da vida é a felicidade. É o cultivo de um estado de contentamento. Apesar dos desafios, dos impactos do conviver, das dificuldades e problemas do cotidiano e ainda, dos momentos e contingências em que não sabemos qual é o caminho, cultivar um estado interno de otimismo, é fundamental. A vida e o viver sempre oferecem ao humano as possibilidades para enxergar o luminoso, ver a saída de uma forma íntegra e criativa, mas, é preciso cultivar a felicidade criativa. A felicidade não é um estado permanente. Não é uma permanência contínua na alegria, se assim o fosse, a euforia também seria prejudicial. A felicidade é um estado de clareza mental, de auto confiança e uma visão de mundo, onde o possível sempre se faz presente. Quando a vida está presente, a potência vital está com ela, basta se conectar a ela.

Abraços ****

Vivi

 

 

 

ONDE ESTÃO AS BOAS SOLUÇÕES

Diante do inesperado, do conflituoso, da dúvida e incerteza, se a vontade é encontrar um bom caminho, saber procurar é fundamental. Onde encontrar as boas soluções? Os melhores caminhos, as soluções mais dignificantes sempre se encontram na casa do amor e da verdade. Elas caminham juntas. Amor e verdade andam sempre juntas. Elas são o farol da existência humana. Quando nos alinhamos com o amor e com a verdade, os bons caminhos, os mais adequados se abrem diante de nós.

Abraços   ****

Vivi

 

 

ONDE FICA A VONTADE?

Toda pessoa humana busca a sua felicidade, busca um estado de equilíbrio e bem-estar. Do ponto de vista político, seria função do Estado criar as condições de realização e bem-estar pessoal e social. Do ponto de vista pessoal, é fundamental trazer à reflexão a questão da vontade, da escolha, do desejo. Ao refletir sobre a vontade, esbarra-se na liberdade. No que tange à liberdade frente à vontade, aos desejos, aos impulsos, o humano se depara com os condicionamentos herdados pela sua condição histórica. Aqui é fundamental ter clareza para reconhecer que a vontade é fruto de uma condição biológica do humano, mas também e sobretudo, é fruto da razão, de um ser que pensa, sente e escolhe.

Abraços   ****

Vivi

 

O MUNDO QUE VIVEMOS

O mundo que vive um ser humano, é o mesmo mundo em que vivem todos os seres humanos. O mundo vivido por uma pessoa, é o mesmo vivido por todas as pessoas. Tudo está completamente integrado na interdependência da vida. Uma ação, um agir de uma pessoa, tem consequências para todas as pessoas. Mesmo que não tenhamos a percepção imediata, tudo que vive neste mundo vivo está em completa inter-relação. Portanto, afetamos e somos afetados, afinal ninguém está separado de ninguém.

Abraços   ****

Vivi

A POTÊNCIA DO VIVO

Toda pessoa humana é repleta de potência. Assumir o “poder” de sua vida é reconhecer a sua potência e viver a sua potencialidade. O poder oculto da subjugação, é aquele que insiste em retirar de nós a nossa potência, fazendo-nos acreditar que somos incapazes, gerando insegurança e desconfiança. Cuidado, não se deixe aprisionar! Acredite no seu potencial!

Abraços   ****

Vivi

 

SER HUMANO COMO HISTÓRIA

Pensar o humano é também pensar na história humana. É pensar que o humano é um ser histórico, que vive e convive com suas histórias pessoais e com toda a história da história humana, com toda a história da vida. Marcadores biológicos e marcadores relacionais, constroem a pessoa humana que a todo momento pode buscar através da memória o seu próprio ser. Toda a história pessoal e toda a história da vida permanece registrada no corpo humano vivo. Pensar o humano, pensar a pessoa humana, é pensar em história, em corpo, em relação, integrados numa dinâmica orgânica e existencial.

Abraços   ****

Vivi

 

HABITAR UM CORPO

Quando habitamos o nosso corpo, a nossa pele, habitamos o nosso ser integral. Estar em relação com a nossa potência viva, é estar conectado com o corpo vivo, com a mente, com os sentimentos e gestos. Habitar um corpo, é se apropriar de si mesmo, é ser autor de sua própria vida, é ser o autor maior de sua existência. Não permita que ninguém roube a sua capacidade de ser potente e viver toda a sua potencialidade.

Abraços   ****

Vivi