A ARTE ….

A arte de viver e fazer da vida uma obra de arte, está em viver com a verdade. Ser verdadeiro, sincero e honesto apesar de todos os desafios requer muita arte interior. Requer a arte de manter um compromisso determinado com os valores intangíveis da ética. Valores intangíveis não se compra no supermercado, nem na farmácia. Os valores da solidariedade, da amizade, da honestidade, da gentileza, da compaixão, do respeito e da responsabilidade, da cooperação e da partilha, só se encontram na profundidade do nosso ser interior. Eles lá estão e sempre estiveram, mas para acessá-los é preciso viver a arte de ser verdadeiro consigo, com o outro e com todo o mundo.

Abraços   ****

Vivi

ADICIONAR OU SUBTRAIR

O caminho da maturidade pessoal, da libertação interior, é uma trilha que pede muito mais a subtração do que a adição de coisas ou elementos. Para subir uma montanha precisamos de uma mochila leve, tendo apenas o essencial, caso contrário o peso vai gerar cansaço e consumir energia. Para atingir a libertação interior, precisamos nos livrar dos entraves dos padrões mentais. Libertação interior e aproximação com a nossa essência mais profunda, exige que saibamos retirar todos os pesos que impedem o contato com o mais íntimo do nosso ser.

Abraços   ****

Vivi

CONSCIÊNCIA CORPORAL

Consciência corporal, estar consciente do corpo, dos gestos e da postura, do movimento e da pausa, das vozes e do silêncio, é estar comprometido com a saúde integral e integrada ao mundo interior e exterior. Consciência corporal vai além do saber fazer um exercício, uma modalidade esportiva, uma atividade física. Ser consciente de Si mesmo, consciente de seu corpo, é estar vigilante e comprometido com um estado interior alinhado e sintonizado com o melhor e o mais grandioso do ser humano: a essência humana. É estar conectado com o que me faz verdadeiramente humano e humanizado.

Abraços   ****

Vivi

A PAUSA

Em tempos desafiantes e atribulados de exigências, muitas vezes nos percebemos pedindo pausa, pedindo um “intervalo” para descansar um pouquinho e recuperar as energias. Quando estamos imersos em grandes movimentações, o que mais queremos é pausar. Contudo, saber pausar é algo que se aprende fazendo, é algo a ser treinado. A pausa, os momentos de pausa ao longo das rotinas diárias, requer treino, ou seja, praticar. Sim, é preciso praticar a pausa para aprender a pausar. Sem treinamento, embora saibamos da importância da pausa, do parar um pouquinho ao longo do dia, se não praticarmos certamente seremos engolidos pela máquina de automação exigida pelos desafios e necessidades que criamos sem perceber.

Abraços   ****

Vivi

MUDAR OU TRANSFORMAR ?

Mudar é diferente de transformar. Embora possam guardar alguma similitude, são ações bem diferenciadas. Mudanças ocorrem no viver cotidiano, por exemplo, o uso de máscaras. Usar máscara diz respeito à uma mudança de comportamento. Reduzir o uso de sal na comida, mudar a dieta alimentar, introduzir uma atividade física na rotina semanal … São mudanças, mas não dizem respeito a uma transformação pessoal. A transformação diz respeito a um processo interior, um processo de autoconhecimento. Deixar uma atitude pessimista para uma atitude mais otimista em relação ao mundo exige um investimento pessoal de alteração das lentes com as quais vejo o mundo e a mim mesmo. Toda transformação pessoal demanda esforço, atenção, determinação, dedicação pessoal.

Abraços  ****

Vivi

HOSPITALIDADE É DOM

Ser uma pessoa hospitaleira não significa saber receber alguém com pompas e circunstâncias. Não significa apresentar uma mesa farta de comidas, nem oferecer presentes a alguém. Ser hospitaleiro é saber receber alguém, e todos os alguéns com alegria, com amizade, cordialidade, gentileza, amorosidade e generosidade. É saber oferecer honestidade, amor e verdade sincera. É saber falar a palavra da alma e ouvir no silêncio um pedido de acolhimento. A hospitalidade é dom de saber acolher e compartilhar, compreender e abraçar, respeitar e silenciar. Ser hóspede de si mesmo para hospedar e acolher a vida e tudo que vive com muito amor e compreensão.

Abraços ****

Vivi

FONTE ORIGINÁRIA

De tempos em tempos, sempre é bom lembrar que todos os humanos, tudo que vive e convive, tudo que constitui este Planeta Terra, o Cosmo … tudo veio e vem de uma fonte originária. Qual é o nome desta? Todas as tradições religiosas, ao longo da história humana tentaram nomear esta fonte. Até os dias de hoje, o humano busca explicações através das ciências para se aproximar desta fonte originária, do mais micro ao mais macro que se pode alcançar. Contudo, se o humano conseguir silenciar, com honestidade e amorosidade em seu coração, apenas sentindo e se entregando a este silêncio, ele estará se aproximando desta fonte originária de todo ser e sempre atuante.

Abraços   ****

Vivi

RESPIRAR COM AMIZADE

Respiração é vida. Por ser natural e automática, nem sempre pensamos ou percebemos a nossa respiração. Somente os momentos desafiantes que geram ansiedade ou agitação, é que nos fazem lembrar da respiração e com ela seu  parceiro permanente: os batimentos cardíacos. Estabelecer com a respiração uma amizade cordial e amorosa, é fundamental para a saúde do corpo, da mente e da espiritualidade. Respirar com amizade e amorosidade, é um caminho para a saúde integral, a paz interior.

Abraços   ****

Vivi

A MENTE QUE JULGA

A cultura, a história pessoal, os ambientes onde crescemos, as relações vividas, são elementos através dos quais a nossa mente foi se moldando e se construindo. Não se trata de uma instância biológica, mas da forma como ao longo do tempo, fomos construindo internamente formas de pensar, de sentir e agir. A mente que compara, analisa e julga, vem sendo construída conforme as experiências, os encontros e os acontecimentos vividos. Alguns deixaram marcas superficiais, mas outros, deixaram marcas tão profundas que a memória recorre com rapidez quase automática. Fundamental é compreender e sempre estar vigilante para reconhecer quando, esta mente treinada em julgar se apresenta deturpando a realidade do momento presente. A mente que julga precisa de calma e serenidade, paciência e cordialidade.

Abraços   ****

Vivi

O QUE TE FAZ FELIZ ?

Seria muito interessante que esta pergunta fosse recorrente em nossas vidas. O que me faz feliz? Em que momentos me sinto realizada e plenamente “eu” mesma? O que, ou em que momentos uma sensação de plenitude se faz presente em minha vida? Na busca por uma resposta, em alguns momentos pode ser que façamos referência às coisas materiais mas, será que são os objetos que trazem a realização? Serão as conquistas materiais que desencadeiam um sentimento de plenitude e alegria interior? São as coisas que obtemos que nos fazem sentir confiantes? Com honestidade, o que me faz sentir feliz? Lembrando que, prazer não significa felicidade. O prazer é um sentimento passageiro, sempre atrelado a algo ou alguma coisa. Felicidade, é um estado interior que perdura independe da materialidade.

Abraços   ****

Vivi